BLW

Hello peoples!!

Como muita gente tem me perguntado sobre a introdução alimentar pelo método BLW, e eu fiz a IA da Isa da maneira “antiga”, chamada de participativa, chamei uma mamãe amiga, super empoderada e antenada, a Aline Vanderlinde, do Maternar e Slingar(@maternareslingar)(maternar e slingar no face), para responder as principais perguntas que chegaram pra mim sobre o assunto.

Olá leitoras do Maternizi! Eu sou a Aline, mãe do Victor de 6 meses e 15 dias, blogueira no Maternar e Slingar, e hoje vou escrever sobre o BLW. A Marina me disse que muitas de vocês tem dúvidas, e não poderia ser diferente, afinal o que é o BLW?

O BLW é o Baby Led Weaning, ou Desmame Guiado pelo Bebê (apesar de não desmamar na IA). Basicamente, é ofertado ao bebê os mesmos alimentos da família, tudo saudável, claro, e lhe é dada a oportunidade de ter autonomia e decidir quando comer e o quanto comer.

Muitas famílias têm medo do BLW, seja por risco de engasgo ou por achar que o bebê não vai comer “bem”. Todos estamos sujeitos ao engasgo, mesmo nós adultos, o que muitas famílias não sabem é o porquê esses engasgos podem acontecer. Ser alimentado por outra pessoa, estar distraído, deitado ou alimentos cortados de forma errada podem fazer com que o bebê engasgue. Victor iniciou a introdução pouco antes dos 6 meses, pois demonstrava todos os sinais, e pegava a comida de nosso prato, já faz 1 mês que ele come, e nunca teve nenhum engasgo. E nem terá! Esse é meu mantra. Cada família sabe o melhor jeito de fazer a introdução, esse texto é para tirar as dúvidas sobre o BLW.

Como eu sei que o bebê é capaz de comer sozinho?

O bebê demonstrará sinais de prontidão, que são:

Sentar sem apoio ou com mínimo de apoio possível, ter 6 meses, ter interesse em pegar a comida. Já sei, seu bebê com 4 meses quer pegar sua comida né? Não, ele não está pronto. É nítido quando eles demonstram os sinais, em alguns bebês podem ocorrer pouco antes ou depois dos 6 meses, mas a recomendação da OMS e MS é iniciar após 6 meses, por conta do sistema digestivo e intestino. Primeiramente, saiba que se você colocar um pedaço de cenoura cortado em tira, seu bebê saberá se quer comer ou não. É assim simples, eles simplesmente sabem. Mas se ele não estiver pronto, talvez ele não se interesse muito, e tudo bem – o Leite Materno ou Artificial é o principal alimento até 1 ano de idade, no caso do LM deve estender-se até 2 anos ou mais – o mais importante é seu bebê fazer parte das refeições com a família e comer o mesmo que a família.

 – Como eu sei que ele não vai engasgar? E como impedir que ele engasgue?

Os bebês têm um reflexo chamado Gag Flex, esse reflexo fica na metade da língua, e impede que um alimento muito grande desça por onde não devia. Peguei um texto da Fabiolla Duarte, do Colher de Pau (Alias, recomendo MUITO esse curso delicia, que me fez ter outra visão sobre alimentação) no qual ela explica sobre o gag:

“Pedaços macios, ao invés de papinhas, também auxiliam a reduzir a possibilidade de engasgos. A língua está pronta para trabalhar movimentando o alimento para cá e para lá e papinhas, nesse movimento, são facilmente lançadas à glote e assim podem ocorrer engasgos. Gag Flex é um reflexo de adaptação do sistema de mastigação e músculos da glote.Nesse caso vemos a criança agitada, braços movendo-se, ela tossindo, a visível expressão de ânsia de vômito, ela respirando e um corpo ativo.”

E é exatamente assim, quando o Victor tem gag ele se agita, vai para frente, para trás, tosse e tem ânsia, e logo em seguida o pedacinho maior sai da boca e ele continua comendo normalmente. É importante frisar que os pais precisam estar seguros dessa decisão, confiar no bebê e principalmente NUNCA colocar a mão dentro da boca do bebê durante um gag, isso sim pode ocasionar um engasgo.

 – Como eu sei que o bebê está satisfeito?

Ele vai demonstrar, pode jogar a comida, ficar irritado, esfregar as mãos no rosto, bater na mesa… Eu sempre aguardo uns minutos para ver se está satisfeito mesmo ou se apenas deu um tempo para voltar a comer. Lembre-se no início da IA é normal que eles não comam, comam muito pouquinho ou apenas brinquem. Brincar com a comida faz parte do processo, sentir as texturas, as cores e os sabores faz parte.

 – O bebê vai comer com a mão o resto da vida?

Não, claro que não. Conforme o bebê for crescendo, ele vai ver seus pais comendo com talheres e vai se interessar, minhas amigas começaram a deixar talheres disponíveis desde os 10 meses, para a criança começar a entender o que é e para que serve. Tudo tem seu tempo, e o tempo de iniciar a comer com o talher chegará

 – Qual a consistência que tem que estar os alimentos? Cozidos mais molinho ou mais al dente?

Precisa estar numa textura que o bebê consiga pegar sem esmagar, sim, é difícil, alguns saem mais durinhos e outros mais molinhos, eu costumo cozinhar no vapor, branquear* congelar e quando preciso usar apenas coloco no forno.

*Branquear consiste em cozinhar os legumes, jogar em uma panela com água fria e gelo para cortar o cozimento e então congelar. Acho muito prático no dia a dia.

 No BLW você inicia tanto as frutas quanto os legumes juntos, dando 1 de cada vez por 1-2 dias. Nesse início é interessante oferecer as frutas e legumes in natura, em sua forma original. Mas como o bebê come o que a família come, eu as vezes ofereço uma panqueca de banana e aveia para ele, já que eu também vou comer, mas sempre ofereço a fruta junto.

Para oferecer o arroz e o feijão por exemplo, eu junto o arroz e o feijão, ambos sem sal mas com temperinhos caseiros (salsinha, manjericão, louro, orégano alecrim) misturo 1 colher de chia hidratada e 2 colheres de farinha de grão de bico e 1 de farinha de linhaça dourada, fica um bolinho lindo! Convido a todas que quiserem, a seguir meu insta @maternareslingar onde sempre que eu posso posto fotos das comidinhas e dicas sobre slings e maternidade em geral!

 É importante lembrar que não tem certo ou errado, e que é supernormal o bebê não se interessar por comida. Citando novamente a Fabiolla “A meta não é comer, e comer é muito mais do que comer” Fabiolla Duarte

blw1

Omelete com chia, ervas e gergelim, batata assada, tomate e pepino

Costumo cozinhar tudo da família junto, e depois que separo o dele acrescento sal no nosso. Legumes são branqueados ou feitos no vapor e depois vão ao forno, assim fica crocantinho por fora e macio por dentro.

cortes blw

A forma correta de oferecer os alimentos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s