Choro de exaustão

316E2B56-C270-43BC-B084-FCBD894E4703

Você já chorou de desespero? Se não, ou você não é mãe, ou ainda não chegou a sua vez. Mas sinto lhe informar que vai chegar. E posso dizer que foi o choro mais doído, desesperador e estranho que eu já chorei. Vou explicar ele e o porque de todos esses sentimentos.

Isabella tinha melhorado na relação peito/dormir, mas com o dente nascendo e todo o dengo, a mamãe aqui não aguentou e cedeu, voltamos para a estaca zero. E há 2 semanas ela voltou a acordar de 2 em 2 horas, e agora está um pouco pior, porque antes ela aceitava quando o Igor ia, agora, só aceita a minha presença e o peito. E tudo isso está ficando muito cansativo, eu não consigo descansar, não consigo enxergar uma alternativa para a situação e nem uma luz no fim do túnel de quando eu vou voltar a dormir mais de 2 horas.

E na madrugada de sábado pra domingo, foi meu estopim, eu estava cansada, frustrada, decepcionada, desesperada, angustiada, essa mistura de sentimentos transbordou e eu chorei, chorei igual ela chorava implorando meu peito, mas ela se acalmou quando eu dei, já eu, eu continuei ali chorando e me sentindo a pior mãe do mundo. Me sentia culpada por ter acostumado ela assim, me sentia frustada por não conseguir mudar esse hábito, me sentia egoista por querer descansar, e me sentia péssima por estar sentindo tudo isso. E enquanto ela mamava com a mãozinha apoiada em mim e aquele olhinho de amor me olhando, eu chorei mais ainda por querer descansar e tirar toda essa troca de carinho, me senti culpada mais uma vez por isso. Quando ela terminou de mamar e dormiu, coloquei ela no berço e fui pra minha cama, e lá eu desabei a chorar ainda mais, por todos os sentimentos que se misturavam dentro de mim, por toda a culpa que eu sentia. Meu marido me abraçava e falava que estava tudo bem, que as coisas iam se ajeitar, mas eu não conseguia relaxar e tirar tudo isso da minha cabeça.

Eram sentimentos muito contraditórios, eu queria descansar, eu estava exausta, mas eu me sentia tão culpada e egoísta por querer descansar, afinal minha filha estava precisando de mim, se ela pedia meu peito, é porque ali ela se sentia segura, aconchegada, e como eu podia pensar em tirar isso dela só para o meu descanso, que monstro eu era! E nesse turbilhão de sentimentos, eu não sei se fui acalmando, ou se o cansaço foi me vencendo, mas eu acabei dormindo, e coincidência ou não, ela dormiu por 4 horas direto, coisa que não acontecia tinha muito tempo.

E como de manhã nossas forças se renovam, eu acordei muito melhor, e disposta a começar tudo de novo, a noite passada ficou pra trás e eu estava disposta a começar um novo dia.

Mas quando a noite se aproxima já vai me dando um calafrio, uma agonia, só de pensar que vai ser mais uma noite acordando de 2 em 2 horas. Seguimos tentando todas as técnicas possíveis para ela conseguir dormir sem esse hábito, mas acho que antes de tudo eu tenho que estar disposta a tirar o mama da madrugada, correndo o risco dela desmamar de vez, e acho que para isso eu não estou preparada. Ou seja, continuamos na inconstância, dormir e desmamar, ou exaustão e mamadas?!?! Acho que por enquanto vou continuar tentando a minha opção, dormir e mamadas, deve ter um jeito de conciliar os 2.

Deus queira que tenha!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s